Presos suspeitos de matarem jovem atrás de escola na Cidade Operária


De acordo com a polícia, João Victor foi confundido com o próprio irmão e acabou sendo levado para os fundos da escola, onde foi executado com pauladas e pedradas. Presos suspeitos de matarem jovem atrás de escola na Cidade Operária
Divulgação/Polícia Civil
Nesta sexta-feira (11), a Polícia Civil do Estado do Maranhão prendeu cinco pessoas suspeitas de envolvimento na execução do jovem João Victor Sousa Ferreira, 18 anos.
O jovem foi assassinado no dia 14 de julho deste ano, por volta das 23h30, nos fundos da Unidade de Ensino Básico Professor Mata Roma, localizada no bairro Cidade Operária, em São Luís.
Segundo as investigações, João Victor saiu de casa para vender ‘maçã do amor’ no ‘Viva Cidade Operária’, em companhia de dois amigos. O jovem estava na praça, quando foi abordado por cerca de 13 integrantes de uma facção criminosa, que insistiram que a vítima era um integrante de facção rival.
De acordo com a polícia, João Victor foi confundido com o próprio irmão e acabou sendo levado para os fundos da escola, onde foi executado com pauladas e pedradas.
O corpo de João Victor foi encontrado na manhã seguinte por populares.
Consta nas investigações que, após o crime, os autores voltaram para a praça do Viva Cidade Operaria, falando o que haviam feito para que estava presente na praça e disseram que era avisarem a família da vítima.
A investigação segue no sentido de identificar os demais envolvidos no crime.