Prefeito e ex-prefeito de Governador Nunes Freire são alvos de operação do GAECO


Candidato a prefeito de Turilândia e três vereadores também foram alvos da operação, que apura a possível prática de crimes de corrupção, desvio e subtração de recursos públicos. Documentos, carros e dinheiro foram apreendidos. GAECO realiza operação em seis cidades do Maranhão
Nesta terça-feira (15), o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) do Ministério Público do Maranhão, realizou a Operação Quarto Feliz, em parceria com a Polícia Civil.
Durante a operação foi dado cumprimento a mandados de busca e apreensão nos municípios de Governador Nunes Freire, Zé Doca, Turilândia, Santa Helena, Pinheiro e São Luís.
Os alvos da Operação foram:
O prefeito de Governador Nunes Freire, Josimar Alves de Oliveira, e o ex-prefeito do município Marcel Everton Dantas Silva, conhecido como ‘Marcel Curió’;
O candidato a prefeito de Turilândia Paulo Dantas Silva Neto, o ‘Paulo Curió’, irmão de Marcel Everton;
Três vereadores;
Secretários municipais de Governador Nunes Freire dentre outros, totalizando 29 endereços.
Os mandados foram expedidos pelo Juiz Ronaldo Maciel da Vara das Organizações Criminosas.
Segundo o MP-MA, a Operação visa apurar a possível prática de crimes de corrupção, desvio e subtração de recursos públicos na Prefeitura de Governador Nunes Freire, envolvendo as empresas R. F. de Abreu Pereira, G.R.B. Nunes e L&F Comércio e Serviços LTDA.
Durante as buscas em endereços residenciais dos investigados e em uma das empresas, foram apreendidos documentos, veículos de luxo, R$ 30 mil em cheques, computadores, tablets, celulares e notebooks.
Prefeito e ex-prefeito de Governador Nunes Freire são alvos de operação do GAECO
Reprodução/TV Mirante.
De acordo com o MP-MA, foi apreendido R$ 9 mil em espécie na casa do ex-secretário de Educação do município Governador Nunes Freire, João Marinho, além de um cheque no valor de R$ 400 mil na casa do atual prefeito, nominado ao atual secretário municipal de finanças, Stefano Andrey Brandão Guida.
Stefano Andrey foi conduzido à delegacia para lavratura de Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), por ter assumido a propriedade de substância entorpecente encontrada na casa do prefeito, local onde estava no momento da busca.
Além disso, na Operação duas pessoas foram presas por porte ilegal de arma.