Mais de 1,3 mil assaltos a ônibus foram registrados no primeiro semestre de 2020 na Grande São Luís


No fim de semana passado, um motorista foi morto após um ônibus da linha Bequimão/Ipase ser assaltado por dois homens.
Maurício Alexandre
A Grande São Luís registrou, entre janeiro e junho de 2020, um total de 1.343 assaltos a ônibus, de acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública. Os números representam uma queda de 451 casos em relação ao mesmo período de 2019, quando o Maranhão, sem a pandemia da Covid-19, contou 1.794 casos de assalto a ônibus.
(CORREÇÃO: anteriormente, os dados fornecidos pela Secretaria de Segurança Pública ao G1 contavam 3.363 assaltos a ônibus no primeiro semestre de 2020. No entanto, esse dado específico estava equivocado. Na verdade, a soma do primeiro semestre conta 1.343 assaltos)
Apenas o mês de fevereiro de 2020 superou o número de registros em comparação ao ano anterior. Nos demais meses, a Região Metropolitana de São Luís registrou menos casos de assalto a ônibus. Veja os dados abaixo:
Assaltos a ônibus na Grande São Luís em 2020.1
Reunião entre Secretaria e Sindicato
Após assaltos e latrocínios praticados em transportes públicos em São Luís, o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão e a Secretaria de Segurança Pública (SSP) fizeram uma reunião para discutir medidas de segurança nos ônibus da Região Metropolita de São Luís.
A reunião foi nessa terça-feira (22) e ficou estabelecido que, entre as medidas a serem adotadas para inibir os assaltos a ônibus na Grande São Luís, está a integração dos batalhões da Polícia Militar.
Segundo a SSP, ficou definido que, a partir de agora, os batalhões da Polícia Militar serão responsáveis por garantir a segurança dos coletivos, em suas áreas de atuação. O objetivo é que todos os batalhões da Grande Ilha desenvolvam ações de combate a assaltos a coletivos.
Morte de motorista
Recentemente, a Polícia Militar do Maranhão prendeu os dois suspeitos de terem assassinado o motorista de ônibus Francisco Teixeira, durante um assalto ao coletivo da linha Bequimão/Ipase, em São Luís.
Em depoimento, os homens afirmaram que mataram o motorista porque ele não abriu a porta do ônibus para eles descerem, após o assalto.
Por causa do latrocínio, o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão, na manhã de domingo (20), paralisou todas as linhas de ônibus operadas no sistema de transporte público em São Luís.
O sindicato afirma que a paralisação será feita até que se tenha uma definição de medidas, para que problema da violência no transporte público da cidade, seja efetivamente combatido.