Cinco acusados de estupro são presos nas cidades de Mata Roma e Anapurus


Dois homens foram presos por estupro e os outros três por estupro de vulnerável e ameaça.
Cinco acusados de estupro são presos nas cidades de Mata Roma e Anapurus, no Maranhão.
Divulgação/Polícia Civil.
Nessa quarta-feira (23), cinco homens foram presos acusados de estupro. Eles foram detidos nas cidades de Mata Roma e Anapurus, no interior do Maranhão.
Homem é preso por suspeita de estuprar enteada de 13 anos em Mata Roma
Polícia prende dois suspeitos de praticarem estupro no Maranhão
Segundo a Polícia Civil do Maranhão, dois dos cinco presos foram detidos em cumprimento a mandado de prisão definitiva pela prática do crime de estupro.
Os outros três detidos foram presos em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, pela prática de estupro de vulnerável e ameaça. As vítimas, de acordo com a polícia são enteadas de um dos presos e sobrinhas dos outros dois detidos.
Os cinco homens foram presos nos municípios de Mata Roma e Anapurus, que pertencem à regional de Chapadinha, a 245 km de São Luís.
Cinco acusados de estupro são presos nas cidades de Mata Roma e Anapurus, no Maranhão.
Divulgação/Polícia Civil.
Casos de estupros no Maranhão
O Maranhão teve uma alta de 33% no número de casos de estupro de vulnerável no primeiro semestre de 2020, em comparação ao mesmo período do ano passado.
Os dados, divulgados na última quarta-feira (16), são do Monitor da Violência, ferramenta criada pelo G1, baseada em dados oficiais da Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA).
MAPA ESPECIAL: Os casos de feminicídios ano a ano no país
ANÁLISE DO FBSP: As vidas das mulheres negras importam
ANÁLISE DO NEV: Os efeitos colaterais da pandemia sobre a vida das mulheres
METODOLOGIA: Monitor da Violência
Esta é a segunda maior alta entre os 27 estados e o Distrito Federal. O Maranhão só fica atrás do Rio Grande do Norte, que registrou um aumento de 62%. Apenas os estados do Acre e do Rio de Janeiro não divulgaram dados.
Nos primeiros seis meses do ano, parte desses durante a pandemia de Covid-19, o estado registrou 271 casos de estupro de vulnerável, contra 204 ocorrências notificadas no mesmo período de 2019.
Em relação a casos de estupro, o estado obteve uma queda de -22% nos primeiro semestre deste ano. Em 2019, o Maranhão teve 570 casos, e já em 2019, o número caiu para 500.