quinta-feira, agosto 13, 2020
Início Maranhão Live da cantora Mara Pavanelly gera aglomeração em parque aquático no Maranhão

Live da cantora Mara Pavanelly gera aglomeração em parque aquático no Maranhão


Sem máscaras e desrespeitando o distanciamento social, dezenas de pessoas acompanharam o show solidário na noite de quinta-feira (30) em Paço do Lumiar. Local onde aconteceu o evento foi autuado pela Vigilância Sanitária. Live da cantora Mara Pavanelly provoca aglomeração em parque aquático de Paço do Lumiar
Uma ‘live’ solidária realizada na noite dessa quinta-feira (30), provocou uma grande aglomeração de pessoas em um parque aquático, localizado no município de Paço do Lumiar, na Região Metropolitana de São Luís.
Por conta da pandemia de Covid-19, o evento deveria ser somente transmitido pela internet, para evitar aglomerações que estão proibidas pelo decreto estadual. Entretanto, vídeos divulgados nas redes sociais, mostraram um grande número de pessoas nos bastidores, acompanhando o show da cantora Mara Pavanelly, atração principal da ‘live’.
Nas imagens, dezenas de pessoas aparecem juntas, não há distanciamento mínimo entre as mesas e ninguém usava máscara. O uso da máscara em locais públicos e privados de uso coletivo é obrigatório no Maranhão desde 23 de abril, segundo o decreto estadual.
Live solidária da cantora Mara Pavanelly gera aglomeração em parque aquático no Maranhão.
Reprodução/Redes sociais
Por meio de uma rede social, o secretário de Saúde, Carlos Lula, informou que a Vigilância Sanitária Estadual iria ser autuado, por descumprimento das medidas sanitárias, e reforçou que shows não estão permitidos no estado. O secretário pediu a colaboração da classe empresarial e da população.
Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que o empreendimento será autuado por descumprimento das medidas, e após devido o processo legal, poderá ser multado ou interditado, conforme a Lei Federal nº 6.437.
Secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, afirma que local onde ‘live’ solidária no Maranhão foi realizada será autuado.
Reprodução/Redes sociais
Em nota, a assessoria de comunicação do parque aquático explicou que a responsabilidade sobre o controle de pessoas era da produtora do evento, responsável pela realização da ‘live’ e que apenas cedeu o espaço para a realização da transmissão.
A direção afirma que ficou ‘perplexa e incrédula’ com a situação. Além disso, o parque aquático afirmou que o departamento jurídico da empresa vai entrar com medidas cabíveis e por fim, pediu desculpas à sociedade maranhense.
Parque aquático se manifesta após aglomeração em live solidária da cantora Mara Pavanelly.
Divulgação/Redes sociais
Ao G1, a equipe da cantora Mara Pavanelly afirmou que cantora foi convidada para o evento e que não teve nenhuma responsabilidade na organização da ‘live solidária’. Segundo a equipe, o intuito da cantora era apenas promover entretenimento e solidariedade durante este momento difícil (Veja a nota na íntegra abaixo).
Nota da cantora Mara Pavanelly
“Gostaríamos de comunicar que a responsabilidade pela execução, organização e produção da LIVE não foi da empresa/equipe e cantora Mara Pavanelly. A Mara foi convidada para essa LIVE solidária e se deslocou para São Luis, com o intuito apenas de cumprir o seu papel como artista, não disponibilizando de equipe do escritório e nem banda, inclusive preferiu usar playback.
Assim como em outras LIVEs que participou, o intuito maior era apenas promover entretenimento e solidariedade nesse momento tão difícil que estamos passando”.
Relaxamento e aglomerações
O Maranhão enfrenta desde maio um processo gradual de reabertura do comércio e dos serviços considerados não-essenciais. Desde então, tem se tornado cada vez mais comum flagrantes de desrespeito às medidas de isolamento social impostas por decretos estaduais por conta da pandemia de Covid-19.
No último fim de semana, foi registrado uma grande aglomeração de pessoas em uma faixa de areia da praia da Ponta d’Areia, em São Luís. O local, conhecido popularmente como ‘posto A’, reuniu inúmeras pessoas aglomeradas em uma roda de samba e pagode, e a maioria não usava máscara.
O caso repercutiu e causou revolta nas redes sociais. O Ministério Público do Maranhão (MPMA) expediu uma recomendação aos órgãos municipais de São Luís e do Maranhão para que sejam intensificadas as fiscalizações a partir deste fim de semana no local.
Pessoas se aglomeram em parte da faixa de areia da península da Ponta d’Areia em São Luís (MA)
Divulgação/Redes sociais
Coronavírus no Maranhão
De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), o Maranhão chegou a 119.262 casos confirmados da Covid-19 e 2.996 mortos pela doença, nessa quinta-feira (30). Ao todo, o estado já contabiliza 107.105 curados.
Nas últimas 24 horas, foram confirmadas mais 18 mortes em 13 municípios. Dos novos casos, 110 estão localizados na Grande Ilha (São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar), dois em Imperatriz e 1.456 foram nas demais regiões.
DÚVIDAS: Veja mais de 40 perguntas e respostas
GUIA ILUSTRADO: Conheça mais sobre a Covid-19

MAIS NOTÍCIAS

Com quarentena, mercado de brinquedos eróticos dispara

Ao contrário do que se imaginava no início da pandemia, durante a quarentena, o consumidor se mostrou disposto a gastar com supérfluos e a...

Executivos falam de diversidade e o que buscam as gigantes de tecnologia

Executivos de grandes empresas de tecnologia discutiram carreira, diversidade e habilidades que as companhias buscam durante o BRASA Hacks, evento digital promovido pela BRASA,...

GM promete carro a trabalhador que aderir a PDV

Na tentativa de não promover demissões em massa em razão da alta ociosidade de suas cinco operações no país, onde trabalham cerca de 18...

Delivery: para o home-office, almoço executivo na sua porta

CASUAL listou oito restaurantes badalados que entregam refeições pensadas para o almoço de quem está trabalhando em casa durante a quarentena. Confira: Carlos Pizza Com preços...