quinta-feira, agosto 13, 2020
Início Maranhão Em vídeo a moradores de Timon, prefeito de Teresina defende uso de...

Em vídeo a moradores de Timon, prefeito de Teresina defende uso de barreiras sanitárias nas pontes


Firmino Filho (PSDB) mandou um recado a moradores da cidade maranhense: ‘Nenhuma pandemia será capaz de separar’. Fiscalização mais rigorosa causou filas nesta quarta (20). O prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), defendeu nesta quarta-feira (20) as barreiras sanitárias colocadas nas pontes entre a capital do Piauí e a cidade de Timon, no Maranhão.
A mensagem de Firmino, publicada no Twitter, diz “um recado para Timon: o que o Rio Parnaíba uniu, nenhuma pandemia será capaz de separar. Somos cidades irmãs e assim continuaremos”.
Initial plugin text
Desde o dia 15 de maio, um novo decreto está em vigor e tornou mais rígida a entrada de pessoas que trafegam pelas duas cidades. Elas precisam comprovar o porquê do acesso a Teresina. A medida é para evitar a contaminação de coronavírus. Apenas pessoas de serviços essenciais podem trafegar.
“Se você faz parte desse grupo de serviços essenciais, você pode e deve sim vir a Teresina. Agora, se não faz parte desse grupo, tem que ficar em casa”, ressaltou Firmino.
Veja serviços afetados pelo coronavírus no Piauí
O que fazer e para onde ir em caso de aparecimento dos sintomas
Acompanhe a evolução da curva epidêmica no estado
“Nesse momento, é possível diminuir a circulação de pessoas, isso que vai nos proteger”, afirmou Firmino, em vídeo publicado nas redes oficiais do gestor. Nesta quarta, longas filas foram registradas por causa das barreiras.
Fiscalização nas barreiras sanitárias entre Piauí e Maranhão causam longas filas de carros
“O fato é que as pontes são portas de entrada para várias outros municípios, isso a gente precisa monitorar. Além de não ter regulação para atender outras cidades do Maranhão, e de outros estados, não temos como suportar essa carga”, completou Firmino. A taxa de ocupação nas UTIs com pacientes com Covid passou dos 68% em Teresina.
Firmino afirmou que as relações entre as cidades não estão abaladas e há “solidariedade e irmandade” com Timon.
“Teresina e Timon são extensões uma da outra. Não será uma pandemia que vai acabar com isso, pelo contrário. Nossa cidade, continua de portas abertas para receber pacientes de urgência e emergência, assim como os demais pacientes regulados por Timon, cumprido assim o pacto de saúde e solidariedade entre as duas cidades”, relatou.
Teresina registrou 42 mortes por Covid-19 e mais de 1.300 casos confirmados.
Decreto sobre barreiras nas pontes entre Teresina e Timon
Barreiras nas pontes ficam mais rígidas para entrada em Teresina
Conforme o decreto, está permitida a entrada de servidores e empregados públicos, trabalhadores de empresas privadas, funcionários que residem no Maranhão e que atuam em estabelecimentos de serviços essenciais em Teresina.
As pessoas que se enquadram nos critérios do decreto e que necessitam de acesso frequente a capital piauiense poderá se cadastrar no site da Fundação Municipal de Teresina (FMS) para obter o documento digital. A pessoa deverá apresentar este documento sempre que passar pelas barreiras sanitárias.
Os veículos que descumprirem o decreto estarão sujeitos a uma multa no valor de R$ 195,23 por cada passageiro transportado. Além disso, está autorizada a apreensão de qualquer veículo ou meio de transporte, inclusive fluvial, que esteja transportando passageiros em desacordo com o decreto.
Decretos determinam distanciamento social
Para evitar a contaminação pelo vírus, o isolamento social e medidas emergenciais foram determinadas por meio de decretos do governo do estado e das prefeituras, como na capital piauiense, para que a população fique em casa e evite ao máximo ir às ruas.
Policiais fazem abordagens nas fronteiras do estado a ônibus e veículos particulares. Escolas, universidades e a maior parte do comércio, assim como serviços públicos, suspenderam as atividades. Os decretos preveem que quem descumprir as regras pode ser penalizado com multa ou até prisão.
Prevenção, contágio e sintomas
Lavar bem as mãos é a maneira mais eficaz de evitar o contágio
Getty Images via BBC
Lavar as mãos de forma correta (veja vídeo), uso de álcool em gel, máscaras, evitar contato pessoal e aglomerações de pessoas são algumas das orientações para evitar o contágio da doença. É importante também ficar atendo quanto às formas de transmissão do vírus e os sintomas.
Initial plugin text

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

MAIS NOTÍCIAS

GM promete carro a trabalhador que aderir a PDV

Na tentativa de não promover demissões em massa em razão da alta ociosidade de suas cinco operações no país, onde trabalham cerca de 18...

Delivery: para o home-office, almoço executivo na sua porta

CASUAL listou oito restaurantes badalados que entregam refeições pensadas para o almoço de quem está trabalhando em casa durante a quarentena. Confira: Carlos Pizza Com preços...

O futuro chegou. O Brasil vai com ele?

Enquanto preparávamos esta edição da EXAME, o Mercado Livre, gigante do varejo online criado na Argentina e que tem no Brasil seu maior mercado,...

Beyoncé ‘flagrada’ sem maquiagem em passeio de barco

Beyoncé foi surpreendida pela presença dos paparazzi durante um passeio de barco com a família em Hamptons, cidade na costa de Nova York. A cantora acabou sendo fotografada...